sexta-feira, 30 de março de 2012

25 de Março – Treino de Domingo

Finalmente mudou a hora! O problema é que o fotógrafo se esqueceu de acertar a hora do relógio-despertador e os planos para o treino foram um pouco alterados.
Depois do pessoal estar todo reunido, já era mais que hora de arrancar. Sempre com boa disposição, apesar do jantar da noite anterior para alguns amigos se ter alongado pela noite...as noitadas também fazem falta. É preciso aproveitar as coisas boas da vida!
E com boa disposição lá ia o Paulo Pereira a cantarolar:

o João e o Hélder a conversar:


assim como o Ernesto e o Vicente:
O treino seria o percurso Albergaria-Aveiro-Barra-Vagueira-Mira. Ia ser um treino suave...pelo menos parecia...
Ainda estávamos a aquecer quando  chegámos a Águeda


Já depois de Águeda e a caminho de Albergaria:
Esperem! Não é o ecrã do computador que está avariado...é mais uma fotografia artística do Vítor e do Ernesto:

Rapidamente passámos Albergaria e ultrapassámos subidas, algumas um pouco longas e acentuadas. Quem conhece a EN1 sabe quais são...
Uma ante-estreia do novo equipamento do Anadiabikers:

Aproveitamos para informar que é possível adquirir o nosso equipamento (é só entrar em contacto com o Vítor Gonçalves).

Aproveitámos a recta para descansar um pouco
e, depois do descanso, começámos a rolar a uma velocidade cruzeiro muito boa, durante alguns quilómetros, porque manter esta velocidade durante muito tempo não é fácil.


Manter a velocidade pode não ser fácil mas assim conseguimos chegar a Cacia rapidamente!


Depois de Cacia, era a vez de passar pela Veneza portuguesa!
Na Ria de Aveiro, há muito material para fotografias de postais:


Mas sem demoras, seguimos para a Costa Nova:
Na Ria havia quem estivesse a apreciar um passeio de Moliceiro. E só faziam bem porque o dia estava espectacular!

Mas ainda antes da Costa Nova, os problemas voltaram para chatear a malta, principalmente o Hélder, que está a subir no ranking do pessoal que mais furos tem.


Pouco depois de resolver o problema do furo, já estávamos na ponte para a Barra.
E era mais uma oportunidade de apreciar a paisagem:
E na Costa Nova também havia muito que ver:


Daqui até à Vagueira, os quilómetros foram feitos sem pressas mas também não foram feitos a molengar. Na Vagueira, o Vítor Santos e o Ernesto seguiram na direcção de casa e o restante pessoal ainda foi até Mira.
Da Vagueira até Mira, a velocidade aumentou e nem deu tempo para comer a barra de cereais. Fomos sempre rodando quem ia a puxar pelo pelotão de forma a dividir o esforço da viagem.
Em Mira, o ritmo abrandou...e já era tempo porque já não havia muita energia e ainda tínhamos de voltar para casa.


Já não chegámos a tempo do reforço no Café S. Pedro mas para a semana não vamos faltar!

segunda-feira, 26 de março de 2012

Novo equipamento!

Aqui está o novo equipamento dos Anadiabikers!

Para quem quiser o equipamento, entrem em contacto com o Vítor Gonçalves.
Aproveitem a oportunidade de comprar o nosso equipamento!

sexta-feira, 23 de março de 2012

18 de Março – Treino Por estrada.


Finalmente chegou o Domingo, dia de mais um treino dos Anadiabikers.
Às 8h30m já estávamos no café S.Pedro para tomar o café.
O tempo ameaçava chover mas isso não nos impediu de adiar o treino. O Bé Rebelo treinou connosco depois de algum tempo em que esteve parado.



Fomos até à EN1,


onde nos encontrámos com o Paulo Neves que tinha vindo com um grupo de amigos de Águeda. Aproveitamos a companhia e seguimos na direcção de Cantanhede.
Como o Paulo Neves ainda não tinha tomado café, parou em Anadia enquanto o resto da malta foi seguindo para não arrefecerem. Para que o Paulo Neves não ficasse sozinho, e para não se tornar cansativo voltar a alcançar o grupo, o Vicente, o Hélder e o Paulo também pararam.Ao sair da Mealhada, antes de cortar para Murtede, o grupo voltou a ficar reunido.
Por esta altura, o tempo começou a fazer das suas e começaram a cair alguns pingos mas nada que obrigasse a parar para vestir o impermeável. Ainda assim, não dava para tirar tantas fotografias como gostávamos.
Depois de Cantanhede, seguimos na direcção de Mira.Como a estrada estava cheia de água, ficámos com os pés completamente encharcados.

Em Mira (vila) não chegámos a tomar a direcção da praia mas sim a direcção da Vagueira. De Mira até à Vagueira, tivemos de lutar com um vento de frente bastante forte.Mesmo rodando quem estava na cabeça do pelotão, o cansaço era muito elevado quando chegámos à Vagueira, onde estavam alguns atletas do nosso grupo que tinham seguido com a malta de Águeda.



 Depois de uma paragem para recuperar algumas forças,




fomos na direcção da Palhaça,





seguindo depois para Oiã.




Nos semáforos,o grupo dividiu-se. Quem quis fazer mais um km foi por Recardães e a restante malta foi pela nacional até Avelãs de Cimo, via Oliveira do Bairro-Murta.
Chegámos praticamente ao mesmo tempo ao café do Zé, onde estavam à nossa espera as meninas da Red Bull!
Pronto, elas não estavam lá mas no lugar delas estavam as Minis e Superbocks que eram precisas para animar a malta!
Até para a semana!