domingo, 26 de janeiro de 2014

19 de Janeiro - Nosso Senhor do Mundo.

O Sol mostrou-se bem disposto e deu um ar da sua graça, iluminando a grelha de partida de mais um treino:
O primeiro obstáculo seria o Pisco. Mas mal deu para o Vicente aquecer...
Do Pisco até Mortágua, o trajecto foi rápido pois é praticamente sempre a descer. As poucas subidas que tem são curtas e de pouca inclinação.
Para ir até ao Senhor do Mundo, tínhamos de passar a estrada nacional:
"Olha, estamos na rua Senhor do Mundo...estamos perto! É já ali!"
E era ali perto mesmo! Para sair da estrada, decidimos percorrer o trilho espectacular em "ZZ":
No cimo do trilho, a escadaria...
...mas desta vez, seguimos pela estrada.
Já no parque:
"Estou cheio de sede...é pena não ser o café S. Pedro...mas pode abrir uma filial..."
O recinto estava bem cuidado e é um local que aconselhamos a visitarem...tem mesas e muita sombra para serem aproveitadas num dia de Verão. E também de Inverno!
Este miradouro é um óptimo sítio para apreciar a paisagem da nossa região:
A foto oficial dos Anadiabikers no miradouro Nosso Senhor do Mundo:
Era altura de regressar...e decidimos voltar pelo mesmo percurso que fizémos na subida...na fotografia pode não dar para perceberem mas a inclinação é bastante. Para além dessa dificuldade, o piso estava bastante escorregadio devido às ervas e pedras que estavam encharcadas.
Mas lá descemos...
 
Depois de chegar a Mortágua, decidimos seguir pelo Luso ao invés de voltar pelo Pisco.
Antes do Luso, tivemos um reforço. Cada um teve direito a uma laranja...que bem souberam...
Em Anadia, a bike do Vítor teve um problema técnico...mas rapidamente se resolveu a questão.
Pouco depois, o Raul seguiu para casa:
Enquanto o pessoal fez um pouco de Btt, para não aparecer com as bikes limpinhas...
...ao café do Zé!
Foi um treino impecável! E S. Pedro foi nosso amigo porque não choveu.
Não deixem de visitar no nosso blog pois está a ser preparado o filme da descida pelo trilho em "ZZ".
Até à próxima, bons treinos e boas pedaladas!

Actualização: Ora cá está o video:

sábado, 18 de janeiro de 2014

12 de Janeiro - Rota de Penacova-Coimbra.


De manhã cedo, no local do costume, o pessoal do costume estava pronto a partir para mais um treino.
E este treino não seria pêra doce...seguiríamos até Penacova (via Luso) e depois até Coimbra.



Até ao Luso o andamento foi tão rápido que não foi possível tirar fotografias!
Quem conhece o trajecto, sabe que a partir do Luso, quem quiser ir até Penacova tem de subir até à localidade de Carvalheiras, onde a partir daí, se começa a descer:
Em grande estilo, o sprint até à meta volante instalada nas Carvalheiras:
Das Carvalheiras até à Espinheira o ritmo foi bastante rápido...sempre a aproveitar a inclinação das curvas (com algum cuidado pois tinha chovido antes) e a inclinação da estrada em si.
Pouco antes da Espinheira, o tempo começava a ameaçar...S. Pedro estava a acordar...
Ora bem...chegando a Penacova, a estrada que queremos é uma das mais bonitas de Portugal.
Sempre junto ao Mondego, com curvas e contracurvas, a paisagem é fenomenal! Se de Inverno é óptimo passar aqui, imaginem de Verão! Mas se lá passarem de carro, tenham cuidado com o pessoal de bike, pois há muita malta a treinar neste troço da estrada.

Seguindo com o nosso itenerário, em pouco tempo chegamos até Coimbra, onde algumas subidas estavam à nossa espera. Mas esta é das mais complicadas...se fisicamente não é fácil, psicologicamente é muito complicada!
Para sair das estradas com mais trânsito, seguimos por parte dos Camiños de Santiago.
Talvez devido ao piso escorregadio, um pequeno jipe foi dar de beber aos cavalos. Tivémos de esperar um pouco que o reboque fizesse o trabalho dele.
Por esta altura, as nuvens abriram os fechos éclair e começou a chover. Mas o que molhava mais não era a água da chuva mas a água que estava na estrada.
Como o pessoal de estar em casa a certas horas, o grupo dividiu-se um pouco e em Avelãs de Caminho o grupo era menor:
Um óptimo treino, tanto fisicamente como psicologicamente, pois a chuva aliada a algumas subidas tornava tudo mais difícil.
Até à próxima, bons treinos e boas pedaladas!

sábado, 11 de janeiro de 2014

5 de Janeiro de 2013 - Rota do Disporio.

Estava um tempo excelente para a rota de hoje...a Rota do Diospiro.
 À hora do costume, os malucos do costume estavam no sítio do costume, o café S. Pedro.
Como estávamos a contar com a companhia da chuva, os que não tinham impermeável vestido, tinham-no por perto.
Mal arrancámos, o Vicente encontrou diospiros.
O pessoal é muito ocupado...
"Epá, mas quem é que me está a ligar? Estou? Estou a ouvir-te com cortes...tenho pouca rede aqui! O quê? Agora não posso atender a chamada da Merkl...não a ponham em linha. Estou no treino da selecção mundial dos Anadiabikers. Ela que deixe recado..."
Como a chuva realmente começou a fazer-se notar, as fotografias não são muitas. Podíamos dizer que, até Cantanhede, não se passou nada de especial mas não seria bem verdade...pelo menos a partir das Campanas.
Daí até Cantanhede, a velocidade não desceu dos quarentas...a velocidade máxima é que não se sabe...não havia tempo sequer de olhar para o conta-km. Se nos distraíssemos a desviar o olhar da bicicleta da frente, perdíamos a ajuda do cone de ar e tínhamos de dizer "quando chegarem ao café do Zé, mandem vir um sumo para mim!".
Seguimos pela EN1 até Anadia onde encontrámos o António, que também tinha ido treinar mas um pouco mais tarde:
O percurso passou inevitavelmente pela recta da Candieira...onde se desenrolou mais um sprint até à meta no café do Zé.
E nada melhor para repôr energias do que uns diospiros...
...e uns sumos naturais!
Do lado de fora do café, o estacionamento estava lotado.
Que treino! Apesar do sol, quer dizer, da falta dele, o treino foi impecável! Treinámos, pedalámos, fizemos sprints, vimos diospiros...enfim...tudo o que faz falta para animar a alma!
Até à próxima, bons treinos e boas pedaladas!