sexta-feira, 25 de março de 2016

13 de Março - A árvore misteriosa...

No passado dia 13 deste mês, depois da partida do café S. Pedro, éramos muitos quando chegámos a Águeda, para tomar o café:
De Águeda, o nosso trajecto levar-nos-ia até Salreu, onde nos reencontrámos com um velho conhecido:
De Salreu, seguimos para Estarreja e daí continuámos até Ovar.
De Ovar até ao Furadouro, nem demos conta da distância ou do tempo, pois havia imensa gente a pedalar na ciclovia ou a caminhar. Isto faz-nos aumentar o nível de atenção pois o trânsito era bastante.
Na chegada à praia, houve uma paragem nas boxes, para o mecânico verificar a caixa de velocidades da bike do João:
Estando o problema remediado, altura da foto de grupo:
Quem conhece o Furadouro, sabe que aos domingos há sempre muitas motos. Em questão de automóveis, há pequenas...
...e grandes máquinas!
Depois duma paragem para um café e ganhar energia para o regresso, voltámos a pedalar.
Para não regressar pelo mesmo caminho, seguimos junto à ria:
Quase em Estarreja:
A En109 não tem muito que retratar nem há muitas oportunidades para isso, pois é preciso ter atenção aos outros veículos.
No entanto, houve hipótese de recarregar baterias com uma paragem num reforço à beira-estrada, para comer umas laranjas.
Praticamente em Cacia, mais cegonhas:
"Anda ver, Cecília! Olha aqueles tolos numas máquinas estranhas, com cenas redondas a andar na estrada...a cansarem-se daquela maneira para quê? Há cada maluqueira..."
"Shhh! Bico calado, Cecília! Ninguém te perguntou nada!"
Depois da subida de Travassô...
...encontrámos uma árvore misteriosa...parecia uma oliveira...mas dava frutos que pareciam laranjas...descascadas...
Uma pesquisa rápida no Google, informou-nos que era uma Oliveiranjeira:

"A oliveiranjeira (nome científico Olea laranjis descascadis) é uma árvore da família laranjis da oliveira. O seu fruto é a laranjadescascada e é muito saboroso. Este fruto é conhecido por não ter casca.
Esta árvore caracteriza-se por ser baixa e de tronco retorcido, sendo nativa de Travassô.
Devido a estas características, tornou-se uma árvore venerada por diversos povos, incluindo o português."

Paramos em Águeda para beber um sumo fresco e daí o João seguiu para casa:
O fim do treino, foi como hábito, no café S. Pedro:
Até à próxima, bons treinos e boas pedaladas!

domingo, 13 de março de 2016

6 de Março - Sempre a rolar!

No último domingo, o tempo estava excelente para pedalar...e foi isso que fizemos com os futuros atletas do Anadiabikers:
O treino seria rolante...do café S. Pedro seguimos até Murtede onde ultrapassámos a primeira grande dificuldade do dia, a subida da zona industrial de Murtede...
Já em direcção a Cantanhede:
Em Cantanhede, decidimos seguir para as Campanas:
Depois da Palhaça...Oliveira do Bairro:
Mais uma subida...está quase!
O descanso dos heróis!
Foi mais um excelente treino e apesar de não ter muito acumulado não foi fácil. Sempre com bom tempo e em muito boa companhia. Anadiabikers em força!
Até à próxima, bons treinos e boas pedaladas!

sábado, 12 de março de 2016

Pontos tratados na reunião do passado dia 5 de Março:


  • 1) Seguro de ciclista:
Quem estiver interessado em efectuar este seguro, cujo custo consiste numa anuidade de 29€, pode pedir os papéis da inscrição ao Vitor Gonçalves​ ou ao Raul Simoes​.
Aquando da entrega do formulário, é necessária também uma fotocópia do BI (frente e verso) e 29€ (pagamento da 1ª anuidade).
A documentação pode ser entregue ao Vitor Gonçalves/Raul Simoes, até ao dia 19 de Março.

Nota:
- A assinatura nos papéis tem de ser igual à que têm no BI.
- Nas provas organizadas pela Federação, terão de fazer a inscrição como "Individual".

  • 2) Equipamentos:
Quem pretender equipamento (jersey, calções, fatos de treino ou outra peça), necessitam avisar o Sergio Portugal​ até ao fim de Março.


  • 3) Reunião:
Irá realizar-se no dia 9 de Abril, uma reunião para ser definido o calendário Anadiabikers para 2016.

domingo, 6 de março de 2016

28 de Março - Treino por vales e serras.

À hora combinada (aproximadamente...), no sítio do costume (o café S. Pedro), lá estávamos prontos para aproveitar o Sol:
Para começar a aumentar a resistência em subida, decidimos ir até ao Luso por Algeriz:
Numa das primeiras subidas do dia:
A inclinação era tanta que o Vitor já estava a ficar chateado: "Vou virar a bicicleta para baixo e não subo mais!"
Enquanto isso nós lá íamos pedalando:
Este troço de estrada até ao Luso, para vocês que conhecem, é  um excelente treino. Ainda para mais tem pouco trânsito:
O tempo estava fenomenal para pedalar...apesar do frio, havia pouco vento e o Sol sempre aquecia (não é que tivéssemos frio...a subida até ao Luso estava a tratar de nos aquecer...):
Já no Salgueiral:
"'Péra lá! Então mas o Sérgio não tinha já passado?"
Depois do Luso, descemos para a Mealhada. Para variar um pouco o percurso até casa, seguimos por Óis do Bairro.
"Olhem para o campo! É neve?!?"
Mais uma estrada calma, sossegada...
...e com uma vista daquelas!
Sempre a rolar!
O treino terminou oficialmente no nosso ponto de partida:
"Parece que temos um futuro atleta!"
Assim terminou mais uma pequena aventura, repleta de boa disposição e de frio também!
Até à próxima, bons treinos e boas pedaladas!