sábado, 19 de novembro de 2016

13 de Novembro - Sempre a rolar!

No passado domingo, S. Pedro estava a patrocinar (bom...talvez não, porque estava sol...) mais um treino Anadiabikers!
Compareceram bastantes amigos à última convocatória, com o alto patrocínio do café S. Pedro e da Panike:
O trajecto seria até Mira, via Cantanhede.
No fim da subida do dia, junto à ZI de Murtede, os nossos atletas estavam fresquinhos e a sorrir...a subida era muito fácil...mal deu para aquecer:
Em Cantanhede, o nosso grupo dividiu-se em dois sub-grupos: o primeiro grupo seguiria para Mira e o segundo iria ao encontro do primeiro mas fazendo um desvio pela Tocha.

Quem conhece o percurso, sabe que, de Cantanhede até Mira, é uma recta só. O que quebra a monotonia são as diversas rotundas.
Junto à praia, não podíamos deixar de parar para beber um café e uma nata:
O regresso, já com o grupo reunido, teve como único contratempo um furo, mas rapidamente resolvido, como é hábito:
"Tája faxêre? Passear?" - perguntava o Vítor ao fotógrafo...
Enquanto aguardávamos pelo resto da malta, tivemos tempo de ver o estado da tabela classificativa da I Liga:
"Força, estamos contigo! É só fazer força no pedal da frente!"
Como não podia deixar de ser, o treino oficial do treino foi no café S. Pedro, mas desta vez não há registo fotográfico disso. Talvez para a semana...
Até à próxima, bons treinos e boas pedaladas!

domingo, 13 de novembro de 2016

1 de Novembro - Pedalar pela costa.

Já adivinharam certamente qual é a nossa forma de celebrar os feriados e domingos...pedalando!
E no 1 de Novembro, era no café S.Pedro, que estávamos, prontos para partir:
Para aproveitar a réstia de bom tempo, decidimos que o trajecto seria pela zona das praias.
O primeiro ponto de passagem foi Travassô, via Águeda.
Até Águeda, não houve nada de especial a relatar...aliás,até chegar à EN109 em Aveiro, não houve muito de que falar. A não ser do trânsito e do cuidado extra que é necessário.
Depois de chegar à EN109, não a deixámos mais escapar, seguindo até à Vagueira em modo contra-relógio mas do tipo contra-relógio conjunto.
Isto porque em toda a extensão da enoooormneee recta, o grupo colocou-se em fila indiana e o primeiro elemento, depois de estar algum tempo a puxar pelo pessoal, seguia para a cauda do grupo.
Esta rotação permitiu-nos andar a um ritmo bastante elevado...
...tão elevado que algumas fotografias tiveram de ser tiradas em andamento e sem sair da fila...
Mesmo na Vagueira, o Jorge conseguiu encontrar um agrafo e tivemos de fazer uma paragem de emergência. Nada que não se resolvesse em poucos minutos:
Poderia pensar-se:"Bom, já andámos tanto tempo, tão depressa, que daqui até casa vai ser calmo..."
Mas quem pesasse assim, estaria errado....pelo menos até chegar a Vagos. Foi mais um contra-relógio...
Mas depois de parar em Vagos para beber um cafézito, o caminho até ao café S. Pedro já foi feito a uma velocidade mais suave, apesar de não ter sido baixa:
Até à próxima, bons treinos e boas pedaladas!